Petrópolis - roteiro de 4 dias

19:58:00


Viajar pelo nosso Brasil pode render ótimas e agradáveis surpresas. E que tal conhecer uma das cidades mais charmosas do estado fluminense e que tem muita história para contar?!

Localizada a 68 km do Rio de Janeiro, Petrópolis é uma preciosidade encrostada na Serra da Estrela (que faz parte do conjunto montanhoso que forma a Serra dos Órgãos). O clima friozinho da região bem como suas lindas paisagens já chamavam a atenção para o local e faziam da cidade um dos recantos favoritos da nobreza desde os tempos do Império.


Neste post vou citar as principais atrações dessa cidade linda e o que conseguimos fazer em quatro dias na região.

Museu Imperial (1862): Sem dúvidas esse é o primeiro lugar que alguém deve conhecer ao visitar Petrópolis. Ele está localizado no centro histórico da cidade e possui o principal acervo do país relacionado aos tempos do Império no Brasil. Ele é também conhecido como Palácio Imperial e foi a residência de verão do Imperador Dom Pedro II.



Seu interior é belíssimo e possui muitos objetos da época do Império como documentos, roupas, quadros, retratos, móveis, louças e muitas joias. Pena que não é possível fotografar nadinha na parte interna do museu.

Do lado de fora os lindos jardins fazem do lugar um verdadeiro cartão postal a céu aberto. Passear por aqui e imaginar quanta gente importante já compôs essa paisagem é realmente fascinante.

Espetáculo Som e Luz: Para quem quer reviver um pouco da nossa história e relembrar os fatos mais marcantes do segundo reinado no Brasil, não deixe de agendar o espetáculo Som e Luz que ocorre de quinta a sábado em apresentação única às 20 h. Ele conta com tecnologia de ponta e uma gigantesca cortina d'água serve como um telão onde são projetadas as imagens de um pequeno filme sobre os fatos mais marcantes da vida de D. Pedro II. Os ingressos custam R$20 reais inteira e R$10 reais a meia. Para saber tudo sobre esse esse espetáculo e fazer seu agendamento entre neste site e confira todos os detalhes.



Catedral São Pedro de Alcântara: Impossível não notar a presença imponente da Catedral de Petrópolis com seu estilo neogótico majestoso. Em seu interior se destaca o Mausoléu Imperial com as lápides de D. Pedro II, Princesa Isabel, Dona Teresa Cristina e Conde d'Eu. E bem em frente a ela não deixe de passear pela Avenida Köeller, onde estão localizados os belos casarões históricos da cidade.




Palácio Rio Negro: Construído em 1889 para ser a residência do Barão do Rio Negro - poderoso comerciante de café naquela época - o Palácio Rio Negro hoje abriga um importante acervo sobre a história da República no Brasil. O antigo casarão já foi residência oficial de verão de presidentes como Getúlio Vargas, JK e João Goulart e a visita em seu interior é livre e gratuita, mas quem quiser pode contribuir com qualquer quantia para ajudar na preservação do local. Não deixe de visitar nos fundos do casarão um mini acervo sobre a história dos tempos da Ditadura Militar - vale lembrar que o Palácio Rio Negro ficou sob a guarda do Exército Brasileiro durante esse período. Aqui você pode conferir mais sobre a história deste museu.









Palácio Quitandinha: Construído entre 1941 e 1944, o "Quitandinha" foi planejado para ser um grande hotel e cassino (o maior da América do Sul). Porém, após a proibição dos jogos de "azar" no Brasil, ele passou a funcionar apenas como um hotel de luxo - lembrando que ele já serviu como cenário de algumas mini séries da TV Globo. A visita em seu interior é livre e pode ser feita em poucas horas. Seus lindos salões e a bela arquitetura nos deixaram bastante impressionados. Dois detalhes que chamam a atenção são a enorme piscina interna em formato de piano de calda e uma antiga gaiola gigante que já foi um viveiro de pássaros. Quem quiser também pode fazer a visita guiada pagando o valor de R$10 reais. No interior ainda existe uma pista de boliche que funciona de quarta a domingo de 15h:30 às 21h:30. Já o Palácio Quitandinha fica aberto de terça a domingo e para saber mais informações entre neste site.











Palácio de Cristal: O belo Palácio de Cristal de Petrópolis é a cereja do bolo da cidade. Ele foi inaugurado em 1884 e sua estrutura em metal construída na França foi encomendada pelo Conde d'Eu e é inspirada no Palácio de Cristal de Londres. O local sedia muitos eventos e exposições durante todo o ano, como por exemplo a Bauernfest em homenagem aos colonos alemães. Tivemos a sorte de presenciar uma apresentação da Orquestra e Coral de Petrópolis no dia em resolvemos visitar o palácio. Ficamos surpresos com a acústica do local!





Casa de Santos Dumont (1918): Localizado em uma das ruas mais íngremes de Petrópolis, o museu e casa de Santos Dumont foi projetado pelo próprio pai da aviação brasileira para ser sua residência de verão na cidade. A casa é também conhecida como "A Encantada" e em seu interior podemos ver muitos objetos que pertenceram a Santos Dumont bem como maquetes, desenhos, projetos e algumas de suas invenções. Funciona de terça a domingo e a entrada custa R$5 reais. Para quem está viajando com crianças, esta certamente é uma das atrações que não pode ficar de fora do roteiro. Tem muita coisa interessante para os pequenos e para nós adultos. Ou seja, uma ótima opção de entretenimento para toda a família!








Cervejaria Bohemia: E quem disse que só de museus e de passado vive a cidade de Petrópolis?! Aqui uma das principais atrações turísticas é o Tour Cervejeiro na fábrica da Bohemia - primeira fábrica de cervejas do Brasil fundada em 1853 pelo alemão Henrique Kremer. Esse tour de aproximadamente 2 horas já se tornou obrigatório para quem está de passagem pela cidade. A visita começa com uma degustação e segue por um corredor em forma de linha do tempo e posteriormente por salas que nos contam de maneira muito descontraída a história da cerveja desde a antiguidade. São muitas as curiosidades sobre a forma de produção, fermentação, controle de qualidade e os tipos de cervejas produzidas pela Bohemia. Crianças acompanhadas pelos responsáveis podem fazer a visita mas sem direito a degustação, é claro! A entrada custa R$36 reais a inteira e idosos e crianças pagam meia (até 6 anos a entrada não é cobrada). Ah, e dentro da própria Bohemia ainda existem um restaurante no rooftop e um barzinho bem na entrada, ambos com menu que harmonizam os pratos com seu tipo de cerveja favorita. Entre aqui no site e confira tudinho sobre a Bohemia!!












Restaurante Imperatriz Leopoldina: A dica gastronômica de Petrópolis é o restaurante Imperatriz Leopoldina. Ele está localizado na linda avenida Köller - mais precisamente no interior do Hotel Solar do Império (1875) - e além de servir os hóspedes ele também está aberto ao público com sua cozinha contemporânea chefiada por Bertrand Materne. O destaque são as lindas paredes pintadas à mão por Dominique Jardy. O palacete idealizado pela princesa Isabel (neta da Imperatriz Leopoldina) hoje está totalmente restaurado e possui estilo neoclássico. O casarão é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e faz parte dos roteiros  de charme recomendados pelo Guia Condé Nast. Quem quiser pode saber mais sobre o local neste site.







Onde se hospedar: Por último eu não poderia  deixar de falar sobre o local onde escolhemos nos hospedar. O Hotel Pedra Bonita fica entre Petrópolis e Itaipava e está cercado pela Mata Atlântica. Os chalés em madeira são aconchegantes e cheios de charme. A vista da enorme pedra localizada em volta do hotel é de impressionar. Além de belos jardins o hotel ainda possui uma piscina aquecida para os dias mais frios (a água fica super quentinha!! Nem dá vontade de sair!!) e muita diversão para as crianças como pôneis, cavalos, horta e animais de granja. Para fazer sua reserva entre no site e veja mais sobre o Hotel Pedra Bonita.












You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts