Great Reef Barrier - Austrália

16:32:00


Sabe aquele lugar que você sonhou a vida inteira em conhecer e quando chega até ele fica hipnotizado e sem fala? Sim! A Grande Barreira de Corais australiana com certeza é um desses lugares mágicos e inesquecíveis!


Ela se estende por uma faixa de quase de 2300 km entre a Austrália e Nova Guiné, possui cerca de 3000 recifes, 600 ilhas e 300 atóis. Além disso, desde 1981 ela faz parte do Patrimônio da Humanidade e também esteve entre as finalistas no concurso das Sete Maravilhas Naturais do Mundo Moderno.


Como chegar: levando-se em consideração a grande dimensão da Barreira de Corais Australiana, fica fácil de entender porque existem várias opções de acesso. Por isso na hora de planejar sua viagem, você deve levar em conta a facilidade dos voos e dos barcos para o ponto que você deseja conhecer. As principais portas de entrada são as seguintes:

Cairns: Essa é a principal e também a maior cidade da região da Grande Barreira de Corais. Dela partem a maioria dos barcos com destino à Grande Barreira e para quem quiser existe também a possibilidade de conhecer dois outros lugares também importantes: Daintree Rainforest e a Cairns Esplanade. Digamos que Cairns seria a opção um pouco "menos cara" para quem deseja conhecer os famosos corais. Além disso a cidade é a que possui maior número de restaurantes e de lugares badalados para os jovens.

Port Douglas: Essa é uma dica bacana para quem curte se aventurar de carro pela costa. A cidade de Port Douglas está a uma hora de carro de Cairns, e a rota até lá é uma das mais famosas da Austrália. Além disso, por se tratar de uma antiga vila de pescadores, Port Douglas é bem mais tranquila do que Cairns. Dela partem passeios diários rumo a regiões um pouco menos explodas da  Grande Barreira de Corais. Uma ótima dica para quem quem procura um pouco mais de sossego com toda a família.

Airlie Beach e Whitsundays Islands: localizada mais ao sul, Airlie Beach permite conjugar a grande barreira com outra atração imperdível do continente australiano - as ilhas Whitsundays. Lá está localizada a mais bela praia do país, e uma das mais bonitas do mundo: Whitehaven Beach. As fotos falam por si só! Nossa primeira opção era ficarmos hospedados em Hamilton Island, onde nosso vôo de Sydney chegou. É talvez a mais desenvolvida das ilhas Whitsundays, mas mesmo assim é pequena e intimista. São apenas seis opções de hotéis (incluindo um apart-hotel), não há carros na ilha (a locomoção é feita com carros elétricos de golfe) e há alguns poucos mas excelentes restaurantes. No entanto, estávamos na alta temporada (julho) e as vagas acabam com meses de antecedência! Além disso, o custo é bem maior do que ficar na parte continental. Por isso optamos por Airlie Beach, e não nos arrependemos. Em frente ao aeroporto fica o porto de onde sai o catamarã da Cruise Whitsundays, que faz a travessia de 1h até Airlie Beach várias vezes ao dia. 


Onde se Hospedar: Airlie Beach conta com uma rua principal bem charmosa, que fica apinhada de turistas no final da tarde. Optamos por ficar hospedados próximo da marina, onde há boas opções de apart-hotéis. Escolhemos o "at Marina Shores" e não nos arrependemos: o pôr-do-sol da nossa varanda, com seus tons incontáveis de violeta e vermelho refletidos na água, foi inesquecível! Uma visita imperdível na cidade é a Airlie Beach Lagoon, uma piscina pública enorme de água salgada, com excelente estrutura para os visitantes. As águas-vivas são um problema de saúde pública na região, e acabam afastando os turistas da praia da cidade. O maior problema que encontramos foi a locomoção. Alugar um carro aqui é algo que não compensa muito e os taxis são bem demorados, apesar de serem a opção mais barata.





Nossos passeios saindo de Airle Beach: fizemos dois passeios "bate e volta" saindo de Airlie Beach e achamos que compensou bastante. Primeiro optamos por conhecer a praia Whitehaven. Há várias empresas que oferecem o passeio até a ilha que é desabitada, e optamos pela Whitehaven Xpress - é muito bem avaliada, fazia o percurso que queríamos e ainda incluía o almoço. O barco sai do porto de Airlie beach e a primeira parada é em Hill Inlet, um mirante que oferece a mais cinematográfica visão da Whitehaven. Nela o mar de azul bem claro forma juntamente com a areia de cor branca ofuscante um espetáculo ímpar. Depois de fazer o caminho de volta para o barco fomos para a outra extremidade da praia, onde comemos um delicioso churrasco australiano preparado pelos nossos guias. Aqui deixo uma observação MUITO importante: lembre-se de levar toalhas, chapéu, filtro solar, cadeira e sombrinha de praia!! Sim!! Não esqueça de levar uma sombrinha de praia, pois apesar do passeio e do almoço serem sensacionais a praia é praticamente selvagem e não possui infraestrutura adequada para quem quer se proteger do sol (meu caso...kkkk). E depois do almoço voltamos para o barco para uma última parada, onde tivemos a oportunidade de fazer snorkel. Aqui uma coisa bem bacana: crianças e pessoas que não gostam de fazer snorkel podem curtir as belezas do fundo do mar e seus lindos corais à bordo de um barco que possui o chão de vidro. Muito legal!!









The Great Reef Barrier: esse foi nosso segundo "bate e volta" saindo de Airlie Beach. Neste dia contratamos uma empresa especializada no assunto - a Cruise Whitsundays - e não nos arrependemos. A equipe é sensacional e super cuidadosa com todos os detalhes. O trajeto dura cerca de duas horas e nos leva direto para a Barreira de Corais sem nenhuma pausa no caminho. Quando nos aproximamos dos recifes o barco diminui a velocidade e para ao lado de uma estrutura enorme que está em alto mar a nossa disposição. Essa grande estrutura conta com banheiros e vestiários onde podemos nos trocar para realizar os mergulhos ou onde podemos ficar esperando por outras atividades, como é o caso do voo de helicóptero ou passeio no submergível. Entre no site oficial para ver todos os detalhes do passeio. Clique aqui para acessar.






Sobrevoo de Helicóptero: se você está em um lugar como esses e tiver a oportunidade de sobrevoar a maior formação de recifes de corais do planeta, não perca tempo e não faça muita conta!! Não é algo muito barato - 120 dólares por pessoa. Mas garanto que valeu cada centavo pago. É que exatamente aqui nesta parte da Grande Barreira está localizado o mundialmente famoso recife em formato de coração e símbolo das Whitsundays. A visão que temos durante o voo é algo que nunca vou esquecer!







Mergulho com cilindro: achando que já foi aventura demais para um único dia? Calma que ainda não acabou! Fiz meu primeiro mergulho com cilindro durante este passeio e fiquei maravilhada (lógico que também muito apavorada no começo). O mais legal neste passeio é justamente a oportunidade desta modalidade de mergulho mesmo para as pessoas sem experiência como no meu caso. Pude descer a uma profundidade de 6 metros sempre com o instrutor me fazendo companhia. Para quem já mergulhou antes é  feito um "briefing" e depois o instrutor fica por perto mas sem a necessidade de ficar coladinho em você. O preço é de 100 dólares por pessoa. Roupas e todo o equipamento por conta da empresa de turismo.






Espero que tenham curtido as dicas! Se quiser saber mais é só deixar seu comentário aqui no blog.



You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts