Bahamas: O que fazer em Nassau

18:39:00


Em nosso segundo cruzeiro com a Royal Caribbean tivemos a oportunidade de conhecer três novas ilhas caribenhas: Bahamas, St. Thomas (US Virgin Islands) e a parte holandesa de St. Maarten. Confesso que fica difícil dizer qual das três nos agradou mais. São lugares belíssimos e com um mar de um azul tão intenso que chega a ofuscar nossa visão. Para facilitar vou falar de cada uma delas separadamente.


Um pouquinho sobre a história de Bahamas: Vale lembrar que as Bahamas são um conjunto de aproximadamente 700 ilhas no mar do Caribe que foram descobertas por Cristóvão Colombo e posteriormente colonizadas pelos ingleses. Devido aos fato de ser um lugar pouco habitado, suas ilhas foram durante muitos anos um prato cheio para os piratas, sendo que Nassau foi proclamada República dos Piratas e o temido Barba Negra era quem ditava as regras por aqui. Atualmente é um dos países mais ricos do Caribe e lugar ideal para compras, pois os produtos são livres de impostos no local.


Em Nassau, capital das Bahamas, optamos por um tour guiado uma vez que o tempo de pausa na ilha era bem pequeno. Após algumas pesquisas, escolhemos uma excursão local muito bem avaliada e com preço bem competitivo (US$ 50 para dois adultos e uma criança). Devido a isso ficamos com receio de nos aventurarmos por conta própria e deixar de ver o principal. Para ser sincera, eu teria ficado menos tempo em algumas atrações e mais tempo em outras. Mas este é o preço de optar por uma excursão: mais conforto e segurança, um pouco menos de liberdade.


Começamos nosso passeio visitando uma fábrica do famoso bolo feito com o verdadeiro rum caribenho - Run Cake Factory. Vale como experiência, mas não acho que seja um dos lugares imperdíveis para conhecer em Nassau. Além disso, quando estamos em um tour com horário fechado, ficamos um pouco limitados pelo guia e pelos outros turistas que às vezes são um pouco mais lentos.




Em seguida fomos direto conhecer uma das principais atrações da ilha: Atlantis Paradise Island. Ele é o hotel mais famoso do lugar e mais luxuoso também. Tivemos a oportunidade de conhecer seu "irmão gêmeo" quando estivemos em Dubai. E em ambos ficamos admirados com a riqueza de detalhes e grandiosidade do lugar. No interior do hotel o cassino é um dos poucos locais aberto para visitação mesmo para quem não é hóspede. Já para quem possui mais tempo e também não está hospedado, existe a possibilidade de fazer uma reserva e passar o dia no hotel desfrutando de seu complexo aquático. Para mais detalhes consulte o site: www.atlantisbahamas.com/pt/







Depois foi a vez de conhecer o antigo forte da cidade - Fort Fincastle. Um lugar muito bonito e com uma vista incrível da ilha. E bem em frente a ele está localizada a torre da caixa d'água mais alta de Nassau - Nassau Water Tower (1928). Ela possui 38,5m de altura e proporciona uma vista panorâmica da ilha. Dica bacana para quem estiver com um pouco mais de tempo (infelizmente não foi nosso caso).



Bem pertinho do forte, não deixe de descer (ou subir) pela Queen's Staircase. Essa escadaria em estilo colonial foi construída entre 1793 a 1794 pelos escravos em homenagem aos 65 anos de governo da Rainha Vitória. Além disso seus 65 degraus ligam a parte baixa da ilha ao Bennet's Hill (local onde está localizado o Fort Fincastle). A escadaria é considerada ainda hoje como uma proeza da arquitetura local.




Um outro ponto de interessante e que estava incluído em nosso tour foi a destilaria de rum John Watling. Trata-se de um antigo casarão aberto para visitação onde podemos comprar e provar o rum fabricado no próprio local. Além disso quem quiser também pode comer em sua lanchonete ou se aventurar no menu de degustação ao final do tour que sai por 6 dólares por pessoa.
Curiosidade: John Watlig era um "Pirata do Caribe".




Por último não deixe de caminhar por "Downtown Nassau" par ver seus prédio coloridos e explorar as inúmeras lojinhas da cidade. Se tiver tempo vale a pena entrar no Straw Market - um mercado lotado de souvenirs e lembrancinhas de Bahamas. E pertinho do mercado ainda tem uma loja da Starbucks e um Hard Rock Café para os que curtem as franquias.


Observações importantes:
-Não esqueça de levar o passaporte quando descer do navio. Ele é exigido na hora de deixar a cidade.
-Em Nassau você vai precisar do cartão internacional de vacina da febre amarela emitido pela ANVISA. Para fazer o seu cartão basta levar sua caderneta de vacinas na Agência de Vigilância Sanitária do aeroporto.



You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts