Caribbean Cruise: Allure of the Seas

19:00:00



Essa foi a nossa primeira viagem de cruzeiro, e não poderíamos ter escolhido um navio e um destino melhor: sete noites pelo oeste do Caribe no Allure of the Seas, atualmente o maior transatlântico do mundo (recorde que será superado ainda este ano, quando a Royal Caribbean estrear o Harmony of the Seas). Já viajamos bastante, mas fazer um cruzeiro nos surpreendeu muito! Além de conhecer lindos lugares, aproveitamos a estrutura fantástica do navio com todo o conforto da sua cabine sempre próxima.


O planejamento
A viagem pode ser toda programada no próprio site da Royal Caribbean, que mostra cada itinerário em detalhes e permite a busca por datas, destinos e portos de saída. O pagamento é feito em reais e parcelado sem juros no cartão de crédito. Efetivamos a reserva com quatro meses de antecedência, mas observamos que cerca de um mês antes da partida os preços caíram: foi a nossa oportunidade para solicitarmos o upgrade da cabine (sim, isto é possível). Mas não demore muito, pois logo depois já não havia vagas disponíveis. Após a compra, é a hora de cadastrar-se no programa de fidelidade (Crown & Anchor) e de reservar os restaurantes, excursões e espetáculos do navio. Tudo on-line! No final, tínhamos uma "agenda" com todas as atividades da viagem programadas. Algumas semanas antes, lembre-se de fazer o check-in online e imprimir o "SetSail" de cada passageiro, que vai poupar muito tempo no cais. Outra dica importante é assinar on-line os documentos de autorização exigidos para algumas atividades do navio (como a pista de patinação no gelo, a escalada e a tirolesa).








O roteiro
Acho que para conhecer adequadamente um navio do tamanho do nosso, a duração mínima do cruzeiro deve ser sete noites. Nosso cruzeiro partia de Ft. Lauderdale, na Flórida, e parou em três portos: Labadee, uma praia particular da Royal Caribbean no Haiti, Falmouth na Jamaica e em Cozumel, no México. Tivemos três dias inteiros de navegação, muito bem aproveitados no navio! E para as crianças o navio possui um espaço lindo destinado a elas: Adventure Ocean. Nele as crianças podem fazer várias atividades sempre acompanhadas pelos monitores ou mesmo pelos pais. O cadastro para o programa deve ser feito no próprio navio, no deck 14, e oferece inclusive a possibilidade dos pequenos ficarem brincando enquanto os pais jantam ou mesmo conhecem as praias. Tudo isso sem taxa adicional.













Chegada e check-in
Nosso voo chegou por Miami, na noite anterior à data de partida. Pesquisamos e a melhor opção foi alugar um carro, que devolvemos no dia seguinte no próprio porto de Everglades em Ft. Lauderdale (acreditem, ficou mais barato que o valor do táxi ou uber). Chegamos no porto por volta de meio-dia, hora estipulada para o nosso chek-in no pier. O processo foi rápido, e antes das 13h já estávamos dentro do navio. A partida foi apenas às 16h, mas os restaurantes, piscinas e até as cabines já estavam disponíveis! Apenas a bagagem é que chegou já no início da noite, sendo entregue no quarto. Dicas: não deixe para almoçar muito tarde (o principal restaurante com buffet, Windjammer, fecha às 15:30) e traga uma muda de roupas se já quiser aproveitar a piscina.





O navio (uau!)
Não há como não se deslumbrar com o porte do navio. São 17 andares (decks) com mais de 20 restaurantes, lojas de grife (Michel Kors, Kate Spade e Coach entre outras) e a primeira Starbucks em alto-mar! Entramos pela Royal Promenade, a rua coberta do navio localizada no deck 5 e "coração" do Allure. Aqui ficam as lojas, uma pizzaria deliciosa (Sorrento´s), o serviço de atendimento ao cliente e até uma cafeteria 24h. Os desfiles com personagens infantis da Dream Works também acontecem aqui.









Se há um coração, há também um pulmão: no deck 8 fica o Central Park, um oásis verde com muitas plantas, árvores e até sons de pássaros e cigarras! Por aqui há uma ótima cafeteria (Park Café) e os restaurantes mais chiques do navio. Na equipe do Allure, há três jardineiros apenas para cuidar desta área. Não deixem de vir aqui à noite para conferir a bela iluminação.








Por falar nisso, percebemos que não há lugar feio no navio: toda parede e cada canto é decorado de forma elegante e discreta, e dizem que para isso foram utilizadas mais de 500.000 peças de arte. A biblioteca e o Casino Royale  são de impressionar! Gostoso demais andar pelo navio e observar cada detalhe...










Como o navio é muito grande, tem hora que acabamos nos esquecendo que estamos em alto mar. Principalmente porque quase não dá para sentir o balanço das ondas. Essa á aparte mais legal, pois de repente olhamos para fora e nos deparamos com o lindo mar do Caribe e ao entardecer com um belíssimo por-do-sol de tirar o fôlego! Vale lembrar que vários passageiros já realizaram o cruzeiro inúmeras vezes. E com certeza hoje entendemos a razão e também já estamos programando nossas próximas aventuras em alto mar.







You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts