3 dias em Santiago - Chile

19:04:00




    Sempre quis conhecer melhor o Chile. Já tinha passado uma noite em Santiago quando fomos para Ilha de Páscoa. Desde então surgiu o desejo de saber mais sobre esta cidade encantadora emoldurada pela Cordilheira dos Andes. 
    Foram apenas 3 dias, mas muito bem aproveitados em um roteiro que incluiu o essencial para turistas que estão vindo aqui pela primeira vez. 
    Optamos por um hotel bem centralizado, o que possibilitou caminhar pelo centro e conhecer os principais pontos turísticos sem a necessidade de alugar um carro.
    Aqui segue o roteiro do que considerei mais importante e que não poderia ficar fora na minha opinião:

- Malas no hotel e fomos direto para o Mercado Central ver as famosas "centollas gigantes". O mercado fica bem cheio, mas mesmo assim não tivemos dificuldade para conseguir uma mesa, pois são várias as opções de restaurantes do lado de dentro e também nas ruas que o circundam.













- Bem pertinho do Mercado Central está a Plaza de Armas. Lugar de grande relevância histórica para o povo chileno e também o marco zero da cidade. Foi nela que, em 1541, o conquistador espanhol Pedro de Valdívia fundou a cidade de Santiago. Em sua volta estão construções históricas como a Catedral, o prédio dos Correios e o Museu Histórico Nacional. O lugar é muito bonito e com muitas árvores. Uma delícia passear por aqui e ver o contraste da arquitetura moderna com as construções antigas...






- No final do dia subimos no Cerro Santa Lúcia, de onde se tem uma vista incrível da cidade e da Cordilheira dos Andes. E durante a subida, ainda podemos apreciar os belos jardins do antigo Castillo Hidalgo.












- No segundo dia fomos conhecer a famosa casa onde viveu o poeta chileno Pablo Neruda - La Chascona. O lugar é lindo e muito arborizado. A visita não precisa ser agendada com antecedência e as filas não são muito grandes. No interior da casa, que hoje é um museu, podemos ter uma ideia de como Neruda viveu e do que gostava de fazer nas horas de lazer, bem como apreciar objetos antigos de uso pessoal dele e de sua amante Matilde. Além dela, ainda existem outras duas casas do poeta no Chile: uma em Isla Negra e a outra em Valparaíso.
















- Em seguida fomos conhecer o Cerro San Cristobal. Este, bem mais alto do que o Cerro Santa Lúcia e com uma vista ainda mais espetacular. Para chegar no alto dele temos que pegar o funicular. A fila é bem grande, mas anda muito rápido devido à grande organização.










- Após a descida, fomos almoçar no famoso Pátio Bellavista - outro lugar que considero importante e que não pode ficar de fora do roteiro. Ele é repleto de restaurantes, bares e lojas de souvenirs e objetos de arte e artesanato local. Uma delícia ficar horas passeando e vendo as vitrines. Depois ainda caminhamos pelo charmoso bairro Paris-Londres, cuja arquitetura se assemelha aos moldes europeus - outro lugar imperdível!





















-  No terceiro dia reservamos a manhã para conhecer a vinícola mais famosa de Santiago - Concha y Toro. O tour é super agradável e com direito a degustação de vinho branco e dois tipos de vinho tinto no final. Além disso, cada visitante pode levar sua taça para casa. E depois de conhecer as "caves", onde temos uma pequena aula sobre a história dos vinhos e sobe a lenda do Casillero del Diablo, ainda podemos comprar vinhos e souvenirs diretamente na loja da Concha y Toro.


























- Após a vinícola , fomos almoçar no lendário restaurante giratório de Santiago - El Giratório. Ele dá uma volta completa em torno de uma hora e enquanto degustamos seus pratos deliciosos ainda apreciamos a beleza da cidade e ainda temos a vista da Cordilheira dos Andes. Um verdadeiro espetáculo. A dica que dou aqui é pedir o menu executivo que fica em um cardápio à parte.  Ele é completo - entrada, prato principal e sobremesa - e delicioso!!








- No final do dia ainda deu deu tempo de entrar no Costelera Center (shopping mais conhecido de Santiago). Infelizmente tudo que é bom dura pouco, e no dia seguinte cedo deixamos Santiago rumo a Puerto Montt...
Vale lembrar que ainda faltou muita coisa, como por exemplo entrar no Museo de Bellas Artes (*primeira foto do post). Mas sempre temos que deixar algo para a vontade de voltar ser ainda maior!!









You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts