Estrada Real - Minas Gerais

05:57:00

A Estrada Real, que liga Minas Gerais ao Rio de Janeiro, foi criada em meados do século XVIII, e tinha como principal objetivo, transportar as riquezas (ouro e diamantes) que eram extraídas das "Minas Gerias" até as mãos da Coroa Portuguesa. Ainda hoje, esse belo trajeto, com cerca de 1600 km,  é uma das maiores rotas turísticas do Brasil. Sou um pouco suspeita para falar desse roteiro, uma vez que cresci nessas terras e sou apaixonada pela exuberância de suas montanhas, sua fauna e  sua flora.  As paisagens que nos acompanham durante todo o trajeto, são de tirar o fôlego. 

É bom saber que são vários os caminhos que podem ser escolhidos em um roteiro pela Estrada Real. São eles: Caminho Velho, Caminho dos Diamantes, Caminho do Sabarabuçu e o Caminho Novo. Como partimos de Juiz de Fora - MG, optamos por fazer nosso roteiro pelo Caminho Velho. Esse caminho foi o primeiro aberto oficialmente pela Coroa Portuguesa para transportar ouro e pedras preciosas entre o litoral do estado do Rio de Janeiro e a região mineradora. 

Começamos por Tiradentes. Uma cidade pequena e encantadora cercada por montanhas que mais parecem um grande paredão de pedra. A dica que dou para quem quer sossego e uma vista deslumbrante, é a pousada Lis Bleu. O café da manhã é delicioso, e tem tudo que mineiro ama! E a piscina é aquecida e tem uma vista incrível. Quem quiser pode saber mais no site www.lisbleu.com.br


  A linda vista da sacada do restaurante da pousada Lis Bleu.

 
 A Igreja Matriz de Tiradentes

Vista do nosso chalé

Busto de Tiradentes - Mártir da Inconfidência Mineira


Os famosos casarões de Minas e o charme de suas ruazinhas íngremes e estreitas que eu tanto amo!

Em Tiradentes, um dos passeios imperdíveis, é o da velha maria fumaça, que sai de manhà bem cedo e vai até São João Del Rei. O passeio dura aproximadamente uma hora. Dá para descer da locomotiva e caminhar pelas ruas de São João Del Rei e conheer a igreja onde está localizado o túmulo de Tangredo Neves.  Cuidado só para não perder o horário da volta. Chegamos em cima da hora na estação e quase perdemos a maria fumaça...rsrsrs

As crianças ficam enlouquecidas com o barulho que a maria fumaça faz. 

Vovô e vovó não poderiam ficar de fora dessa aventura!!


 
Já em São J0ão Del Rei com a Igreja de São Francisco de Assis ao fundo

A deliciosa cozinha mineira. São tantas as opções de restaurantes durante o passeio que fica até difícil indicar apenas um. Esse em Tiradentes foi um dos meus preferidos - Restaurante Sabor Rural.


E que tal uma aguinha direto da fonte? Delícia!!

De Tiradentes, seguimos para Ouro Preto,  principal cidade da estrada velha. Mas antes, ainda tivemos tempo de parar em Congonhas e apreciar as belas obras de Antônio Francisco Lisboa - O 'Aleijadinho'. Suas esculturas barrocas, que compõem o santuário de Bom Jesus de Matosinhos, possuem importância histórica nacional e mundial. Elas nos deixam realmente impressionados com a riqueza de seus detalhes. Essa cidade não pode ficar fora do roteiro de forma alguma.

 Santuário Bom Jesus de Matosinhos - No adro do santuário estão as esculturas dos Doze Profetas.





A Via Sacra - também de 'Aleijadinho"



Deixamos Congonhas maravilhados e seguimos em direção a Ouro Preto, onde nos hospedamos no Hotel Pousada do Arcanjo. Um lugar super aconchegante e bem localizado. Além do café da manhã, a pousada também oferece um delicioso chá das cinco, com muitas guloseimas. Vejam mais em www.arcanjohotel.com.br

O chá das cinco no Hotel Pousada dos Arcanjos.
 



Após deixarmos as malas no hotel, fomos passear pelo centro histórico da cidade. Apesar de já ter vindo várias vezes na praça Tiradentes - principal cartão postal da cidade - nunca me canso de ver sua beleza. Nela ficou exposta, no ano de 1792, a cabeça de Joaquim José da Silva Xavier, ou Tiradentes, como era conhecido o mártir da inconfidência mineira. E bem em frente a ela, está o também famoso Museu da Inconfidência, onde podemos conhecer um pouco mais sobre a história dos inconfidentes mineiros e sobre a luta pela independência do Brasil, mas que acabou em tragédia após os inconfidentes terem sido delatados e Tiradentes ter sido enforcado. 

Praça Tiradentes em Ouro Preto

Museu dos Inconfidentes

Igreja São Francisco de Assis ao fundo - Outro ponto turístico imperdível.

 Os belos casarões da cidade e a linda palmeira imperial.

Depois de conhecer o centro histórico e entrar em várias igrejas, a dica é se deliciar no restaurante Bené da Flauta. A comida é excelente e o lugar tem uma vista incrível da cidade. Vale conferir em www.benedaflauta.com.br





E de noite ainda voltamos na praça Tiradentes, que fica ainda mais bonita com as luzes da cidade acesas. 

Museu dos Inconfidentes ao anoitecer.

No dia seguinte bem cedo, foi a vez de sairmos para visitar a bela Mariana, onde morei quando era criança. Ainda não tinha tido no entanto, a oportunidade de conhecer de perto a velha e extinta mina de ouro da cidade. Acho que esse foi realmente o ponto alto da viagem. Nela podemos descer dentro de um pequeno trenzinho que nos leva até o interior de um verdadeiro labirinto subterrâneo, onde no passado os mineradores faziam a extração de ouro e pedras preciosas. Foi emocionante e ao mesmo tempo um pouco assustador. Uma experiência ímpar, eu diria. Uma vez na cidade não deixe de fazer o passeio. Não é necessário agendamento prévio. Ah, vale lembrar que essa mina serviu de passagem para fuga de muitos escravos na ocasião do Império.



 A velha bomba d'água e o maquinário utilizado para trazer o minério para superfície.


O carrinho que nos leva até a parte subterrânea. Confesso que dá um friozinho na barriga...rsrs





Já no interior na mina. O espetáculo de cores das rochas e uma água cristalina que brota do chão, deixam qualquer um maravilhado!

 No final do passeio pela mina, uma demonstração de como o ouro era garimpado e separado da água.

Muito emocionante todas essas descobertas, mas não terminou por aqui. No dia de ir embora, ainda tivemos a oportunidade de passar pela casa que serviu de esconderijo secreto para as reuniões dos inconfidentes. Enfim, como eu disse no começo, sou suspeita por amar tanto essa 'terrinha'. Mas acho que é um passeio que vale muito ser feito com toda a família. Muito bom conhecer um pouco mais sobre nossa história e sobre pessoas que há muito tempo já lutavam por um Brasil melhor.


Na varanda da casa dos Inconfidentes. Já com vontade de fazer o passeio novamente!


You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts