Pelas ruas de Nápoles

13:49:00

Acho que minha palavra é pizza! Essa é uma das frases que faz parte do filme Comer, Amar e Rezar - protagonizado por Julia Roberts em que sua personagem realiza um tour pela Itália, Índia e Indonésia. E quem não se lembra dela se deliciando com um pizza maravilhosa em Nápoles? Pois então... foi bem aqui na Pizzeria da Michele que a cena foi gravada. Ela é talvez a mais antiga da cidade e ainda hoje é uma das mais concorridas do local. Uma pequena aglomeração em sua porta fez com tivéssemos de escolher outro lugar para saborear uma pizza. Mesmo assim foi possível observar como as coisas funcionam para quem está com mais tempo e mais disposição. São distribuídas senhas para os clientes e os números são chamados em inglês e em italiano também. 


As pequenas ruelas de Nápoles também são uma atração especial. Uma delícia caminhar por aqui sem pressa e observar as roupas estendidas nas sacadas, os mercadinhos com suas mercadorias espalhadas pelas calçadas e o charme da arquitetura inconfundível do local.




Depois de muito caminhar, foi a hora de fazer aquela pequena pausa para tomar um cafezinho napolitano. E para nossa surpresa, o expresso por aqui mais parece uma "borra"de café no fundo da xícara! Hahaha. Depois fomos entender que para vir uma quantidade parecida com a que tomamos no Brasil, teríamos que ter pedido um lungo. Enfim...vivendo e aprendendo! Dá só uma olhada...


Nossa passagem pela cidade foi muito rápida. Tivemos apenas um dia para conhecer o principal. Então não perdemos tempo e fomos direto conhecer a Piazza Dante, que é uma homenagem ao escritor e poeta Dante Alighieri - considerado pai da língua italiana. E bem no meio dela está uma estátua do poeta esculpida por Tito Angelini no século XIX.



Outro ponto que não pode ficar de fora do roteiro é o fomoso Castel dell'Ovo. Ele é uma construção medieval do século XII e já foi o antigo palácio dos soberanos da cidade. Está situado em uma pequena ilha nas margens da baía de Nápoles. Seu nome se deve a uma lenda de que nele estava guardado um ovo mágico que protegia a cidade. Não tivemos tempo de fazer uma visita em seu interior, mas quem quiser pode ver mais acessando este link .


Outro lugar importante para quem tem somente um dia por aqui é o Duomo de Nápoles. Se comparado com outras igrejas da Europa e da própria Itália, eu diria que se trata de uma construção mais simples mas mesmo assim muito bonita e que vale uma visita. Construído no século XIV, ele foi totalmente restaurado no século XIX após um terremoto. Dentro dele está uma famosa relíquia - o sangue de San Gennaro. Então, sabe aquele santo que os italianos chamam quando estão em apuros (mio San Gennaro!!)? É o próprio!



No final do dia ainda tivemos tempo de conhecer a belíssima Galleria Umberto I. Ela se assemelha bastante com a também incrível Galleria Vittorio Emanuele II de Milão. Sua construção, assim como sua sósia milanesa, foi na tentativa de reparar o centro histórico da cidade das grandes devastações e destruições causadas pelas guerras.


Terminamos nosso dia de passeio na Piazza del Plebiscito. Com certeza um ótimo lugar para o fim de tarde. Ela é a maior praça de Nápoles e fica linda de noitinha com suas luzes acessas. Nela estão localizados o Palácio Real de um lado e a Igreja de São Francisco de Paula do outro. 


Uma cidade daquelas que você com certeza planeja voltar um dia com mais calma para poder ver suas inúmeras atrações turísticas. Um dia foi realmente muito pouco tempo em um lugar tão bacana e que vai deixar muitas saudades!!

Anote aí algumas informações úteis de como chegar em Nápoles: 

Trem: A principal estação de Nápoles é a Napoli Centrali. Se você vier de outras cidades da Itália (como foi nosso caso - viemos de ROMA) provavelmente vai descer nesta estação que está localizada na Piazza Garibaldi bem no centro da cidade. Optamos por pegar um hotel bem do lado desta estação - que apesar de não ser um local maravilhoso - pois no dia seguinte cedo partimos para Pompéia também de trem, o que facilitou bastante nossa locomoção pele cidade. 

Barco: Para quem estiver em alguma região da costa como Capri ou Ischia por exemplo, é possível chegar em Nápoles de barco. Veja aqui o site de uma das empresas mais conhecidas para poder planejar sua viagem de barco pela Itália.

Carro: Uma ótima opção para quem gosta de dirigir em outros países e conhecer melhor o local. Pegue a autoestrada A1 que liga Roma a Nápoles. Se quiser seguir viagem, a autoestrada A3 liga Nápoles a Salermo. 


You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts